WORKSHOP

TRAUMAS DA INFÂNCIA

QUANDO O PASSADO SE
TORNA PRESENTE

A VERDADE SOBRE SUA INFÂNCIA PODE
TRANSFORMAR SUA VIDA

ONDE ESTÁ SUA CRIANÇA?

O sucesso da prática analítica no atendimento individual, ao identificar os traumas dos primeiros anos de vida, me fez desenvolver esse projeto, inédito no Brasil, com o objetivo de ampliar o número de pessoas beneficiadas por essa técnica de autoconhecimento e de seus efeitos terapêuticos.

O objetivo de meu trabalho é ajudar adultos a identificarem as possíveis causas de suas dores passadas e que ainda se fazem presentes.

Cada um tem dentro de si uma criança de três ou quatro anos e passa a maior parte da vida gritando ou ignorando-a. Ninguém teve uma infância perfeita. Todos nós carregamos questões inconscientes que não foram resolvidas. Sabemos que a maioria das pessoas não receberam atenção adequada quando criança, sendo assim, o resgate da criança interior se torna uma das tarefas mais importantes, pois quando adultos tendemos a nos tratar do mesmo modo com que fomos tratados quando criança.

A compreensão das vivências de infância depois de adultos pode proporcionar novas e importantes descobertas. É necessário reviver a emoção original para entrar em contato com os reais sentimentos e falar sobre eles, pois segundo Alice Miller “não são os traumas da infância que nos tornam emocionalmente doentes, mas a incapacidade de compreendê-los e expressá-los”.

Em termos psicológicos a criança interior é um símbolo que expressa a totalidade psíquica. A criança por si só tende a ser corajosa, ousada, desafiadora, sendo uma de nossas maiores fontes de criatividade e amor. Quando entramos em contato com nossa criança, por mais que nos lembramos da dor que ela sentiu, também resgatamos a alegria que ela sente de viver e crescer, e possa finalmente, ser ela mesma!

A sensação de ter valor – sou uma pessoa de valor – é essencial à saúde mental. O self genuíno é um tesouro que cada um de nós vive para descobrir. Descubra sua verdade pessoal, ela lhe pertence! Essa verdade pode provocar muita dor antes de oferecer uma nova dimensão de liberdade interna. Quando crianças, não tínhamos como nos defender e nem modificar ou entender a realidade, mas agora adultos, podemos.

É importante lembrar que a necessidade desse encontro com a criança interior faz parte da jornada de todo ser humano que está em busca de sua totalidade psíquica. Na realidade, o processo desse reencontro é a busca de si mesmo, de seu self, seu verdadeiro “eu”. Como disse Jung: “A imagem da criança representa a mais poderosa e inelutável ânsia em cada ser humano, ou seja, a ânsia de realizar a si próprio.”

A teoria utilizada por mim é a de Jung (inconsciente, símbolos, arquétipo da criança interior), Ferenczi (conceito de trauma) e Alice Miller (consequências dos abusos sofridos na infância).

Você já pensou que muitas das suas dificuldades podem estar relacionadas com situações e/ou sentimentos vivenciados em seus primeiros anos de vida?

Objetivo: Identificar os traumas sofridos quando criança e entrar em contato com a criança que todos nós fomos um dia, considerada a maior fonte de criação e cura, segundo a teoria de Jung, Ferenczi e Alice Miller.

Público alvo: Para quem deseja compreender a importância dos acontecimentos durante a infância e as possíveis consequências no adulto. E acima de tudo, para quem quer elevar seu autoconhecimento. Psicólogos e/ou estudantes, pais, educadores.

Obs.: Esse trabalho não visa a troca de vivências, mas sim o entendimento teórico das possibilidades das  diversas causas de conflitos internos vivenciados pela criança e refletido no adulto, contaminando e comprometendo toda uma vida. Não substitui o processo psicoterapêutico e/ou análise.

É um encontro com a luz, paz, cura, com aquela parte esquecida de você: sua verdadeira essência!

PROGRAMAÇÃO

  • Definição de criança interior
  • Exibição de trechos do filme: “Duas Vidas”
  • Exibição do desenho: Doug – “Terapia de choque”
  • Oficina de brinquedos: Brincar à sério
  • Criança interior ferida
  • Abandono afetivo
  • Rejeição
  • Traumas: abuso psicológico, físico e/ou sexual
  • Dor original
  • Cegueira emocional
  • A perda da conexão com a criança interior
  • Reflexo da criança ferida na educação dos filhos
  • Importância da simbologia
  • Resistência e esquecimento da infância como forma de defesa
  • Relação entre o emocional e o racional – criança como emoção pura
  • Análise transacional X Análise freudiana
  • Diferença entre Criança Interior e Adulto Infantil
  • Importância da criança interior nas emoções
  • Repetições de padrões/comportamentos
  • Função transcendente
  • Máscaras
  • Processo de individuação
  • Linguagem do Inconsciente
  • Dinâmica com fotos de infância
  • Exibição de trecho do filme: “Um amigo chamado Fred”
  • Cantigas de roda
  • Imaginação ativa: visualização da criança interior
  • Como proteger a criança interior ferida
  • Processo de cura
  • Dicas como tratar a criança interior
  • Reflexão dos sentimentos através da música popular brasileira
  • Leitura de “Súplica de uma criança”
  • Amigo secreto de brinquedos
  • Indicação bibliográfica
  • Indicação de filmes

SAIBA MAIS SOBRE A IMPORTÂNCIA DA CRIANÇA INTERIOR

INSCREVA-SE AGORA

PRÓXIMO ENCONTRO : EM ABERTO | CARGA HORÁRIA: 16 horas
LOCAL: R. Alves Guimarães, 184 – Pinheiros – São Paulo / SP

INVESTIMENTO: R$1477,00